Os benefícios que o vinho traz para a saúde

Os benefícios que o vinho traz para a saúde

Tempo de leitura: 4 minutos

O vinho comparado a outras bebidas alcoólicas, sem dúvida é a bebida que atua positivamente na nossa saúde devido a concentração de polifenóis (substâncias presentes na uva, principalmente em sua casca).

Os benefícios que o vinho traz para a saúde - Cacho de uva
Cachos de uva

 

De acordo com os resultados de várias pesquisas, o consumo moderado de até 2 doses diárias equivalente a 2 taças contendo 150 ml aumenta a estimativa de vida, protege contra alguns tipos de câncer, estimula o sistema nervoso mental e promove muitos benefícios à saúde do coração.

É indicado até 1 dose para mulheres e até 2 doses para homens segundo o guia nutricional americano Dietary Guidelines for Americans de 2010.

Você pode ser um amante de vinho ou talvez não… Mas, acredito que depois de saber sobre os benefícios do vinho, você pense em incluir esta bebida em sua vida!

Qual escolher, vinho branco ou tinto?

Os benefícios que o vinho traz para a saúde - Vinho tinto e branco
Vinho tinto e branco

O vinho tinto apresenta 10 vezes mais polifenóis que o vinho branco.

Acredita-se que a versão tinto seja mais rico nessas substâncias devido ao seu processo de produção, no qual as uvas são maceradas juntamente com sua casca. O que não acontece com as outras uvas das quais são produzidas o vinho branco.

No entanto, de acordo com o resultado do relatório publicado pelo Journal of Agricultural & Food Chemistry, concluiu que o vinho branco fornece o mesmo efeito cardioprotetor que o vinho tinto.

Principais benefícios do vinho

  • Previne trombose por evitar a formação de coágulos dentro dos vasos sanguíneos.
  • Melhora o processo de digestão por aumentar a produção da acidez do estômago facilitando a digestão dos carboidratos.
  • Melhora a saúde do coração reduzindo o risco de doenças cardíacas em torno de 20%, pois o álcool produzido pela fermentação desta bebida reduz a formação de placas de gorduras nas artérias, aumenta o colesterol bom (HDL), inibe a coagulação do sangue diminuindo a incidência de aterosclerose.
  • Diminui a pressão arterial e diabetes devido a ação dos polifenóis de dilatar os vasos sanguíneos e auxiliam no controle da glicemia.
  • Previne o aparecimento de Alzheimer e demência melhorando as funções cerebrais.
  • Reduz sintomas da depressão
  • Atua na desaceleração do crescimento de células cancerígenas devido ao resveratrol, antioxidante presente na casca da uva.
  • Aumenta a estimativa de vida, devido a ação do resveratrol que combate o envelhecimento precoce e pelas procianidinas, compostos presentes no vinho que mantêm os vasos sanguíneos saudáveis.

Qual é o melhor: a versão seco ou suave?

O açúcar presente no vinho é o resultado da fermentação das uvas e também dos açúcares contidos na própria uva (frutose e glicose).

Contudo, alguns vinhos são adoçados com açúcar com a finalidade de diminuir o custo e agilizar o processo de fabricação.

Para compreender melhor esse processo, quando acontece a vinificação, é o momento quando o fermento consome o açúcar e transforma em álcool.

Um vinho seco é produzido quando o fermento consumiu todos os açúcares e o vinho doce é um processo onde é pausado a ação da levedura de consumir o teor de açúcar. Por conta disto, notamos que os vinhos doces apresentam menos teor alcoólico que os vinhos secos.

Confira a quantidade de açúcar existem entre as variações dos tipos de vinho por litro:

  • Seco – 4 gramas
  • Suave – de 4 a 12 gramas
  • Doce – 45 gramas ou mais

 

Curiosidade

No estudo com título de In Vino Veritas, cientistas da República Tcheca fizeram um comparativo entre o vinho branco e o vinho tinto em relação aos benefícios causados à nossa saúde que introduziram moderadamente na dieta de um grupo de pessoas e monitorou os efeitos em seus organismos.

Como conclusão, somente o hábito de tomar vinho não houve mudanças significativas no nível de colesterol, triglicerídeos, glicemia.

Já, para pessoas que faziam atividade física ao menos 2 vezes na semana e paralelamente consumiam o vinho, melhoraram significativamente as variáveis destes marcadores após um ano de consumo de vinho, independente do vinho branco ou tinto.

Para ter todos esses benefícios é interessante haver um consumo regular, ou seja, de no mínimo de 3 ou 4 vezes por semana, segundo o estudo publicado no Health Professionals Follow-Up Study.

Então…

A recomendação diferenciada de consumo de vinho entre homens e mulheres é porque as mulheres absorvem o álcool mais rápido do que os homens devido a quantidade de água em seus organismos ser menor e aos diferentes níveis de enzimas no estômago.

Por fim, é importante ressaltar que o consumo excessivo de vinho, cerca de mais 3 doses por dia, devido ao seu teor alcoólico pode agir negativamente em nossa saúde levando ao desenvolvimento várias doenças como: distúrbios gastrintestinais, diabetes, câncer, aumento da taxa de triglicérides (gordura no sangue), danos cerebrais e complicações renais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *